Medição do tempo de reverberação, ruído de fundo e nível de pressão sonora em ambientes emissores e receptores para a avaliação de:

Isolamento ao ruído aéreo da vedação vertical externa (fachada) – Diferença Padronizada de nível ponderada (D2m,nT,w)

A metodologia de medição é especificada na norma ISO 16283-3 e está baseada na emissão de ruído na área externa, com uma fonte onminidirecional, formando um ângulo de 45º com a fachada, e medição dos níveis de pressão sonora em bandas de terço de oitava (de 100 Hz a 3150 Hz) na área externa a uma distância de 2 metros da fachada e no interior do dormitório (receptor). A diferença entre os níveis, com uma correção segundo as condições acústicas do recinto receptor (obtidas através do tempo de reverberação), resultam na diferença de níveis padronizada (D2m,nT), que é convertida em um número único através da ISO 717-1, obtendo a diferença padronizada de nível ponderada (D2m,nT,w), que é o valor comparável com os níveis de desempenho da NBR 15575-4.

Isolamento ao ruído de impacto de sistemas de pisoNível de pressão sonora de impacto padronizado ponderado (L´nT,w)

A metodologia de medição é especificada na norma ISO 16283-2 e está baseada na emissão de ruído de impacto, através de uma máquina de impactos padronizada, no recinto superior (emissor), e medição dos níveis de pressão sonora em bandas de terço de oitava (de 100 Hz a 3150 Hz) no recinto subjacente (receptor). O nível registrado é processado com uma correção, segundo as condições acústicas do recinto receptor (obtidas através do tempo de reverberação), e resulta no nível de pressão sonora de impacto padronizado (nT). Este é convertido em um número único através da ISO 717-2, obtendo o nível de pressão sonora de impacto padronizado ponderado (L´nT,w), que é o valor comparável com os níveis de desempenho da NBR 15575-3.

Isolamento ao ruído aéreo de vedação vertical interna (parede de geminação) – Diferença padronizada de nível ponderada (DnT,w)

A metodologia de medição é especificada na norma ISO 16283-1 e está baseada na emissão de ruído em um dos ambientes através de uma fonte sonora omnidirecional, e medição dos níveis de pressão sonora em bandas de terço de oitava (de 100 Hz a 3150 Hz) no recinto onde a fonte está localizada e no recinto contíguo (receptor). A diferença entre os níveis, com uma correção segundo as condições acústicas do recinto receptor (obtidas através do tempo de reverberação), resultam na diferença de níveis padronizada (DnT), que é convertida em um número único através da ISO 717-1, obtendo a diferença padronizada de nível ponderada (DnT,w), que é o valor comparável com os níveis de desempenho da NBR 15575-4.

Avaliação de ruído de equipamentos prediais de acordo com a norma de desempenho

Nível de pressão sonora equivalente padronizado (LAeq,nT)  e o Nível de pressão sonora máximo padronizado (LASmáx.,nT) 

A metodologia de medição especificada na norma ISO 16032 – Método de Engenharia – está baseada medição dos níveis de pressão sonora equivalentes no interior da sala durante um ciclo completo de funcionamento do equipamento (definido no anexo B da ISO 16032). As medições são feitas em bandas de oitava na gama de frequências de 63 Hz a 8000 Hz. Os níveis medidos são corrigidos pelo ruído de fundo, que é medido logo após cada medição de funcionamento do equipamento. Após é feita a padronização dos resultados segundo as condições acústicas do recinto receptor (obtidas através do tempo de reverberação), e chega-se a valores únicos (LAeq,nT e LASmáx.,nT), que são valores comparáveis com os níveis de desempenho da NBR 15575-6.

Nossos Equipamentos

Todos os equipamentos utilizados são calibrados por Laboratórios acreditados pela RBC/Inmetro.

Medidor de nível de pressão sonora Brüel & Kjaer modelo 2270

Máquina de Impacto Brüel & Kjaer 3207

Fonte sonora omnidirecional Brüel & Kjaer modelo 4292

Amplificador de potência marca Brüel & Kjaer, modelo 2734

Fale Conosco

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt